Pensadores e a Educação

Esta coleção traz alguns dos mais renomados professores e psicólogos do Brasil, Leandro de Lajonquière, Rinaldo Voltolini, Laura Freitas Villares, Alberto Pereira Lima Filho e Diana Vidal, falando das inestimáveis contribuições à educação de pensadores como FREUD, LACAN, JUNG e CERTEAU.

Coleção com 4 programas:
- Sigmund Freud
- Carl G. Jung
- Jacques Lacan
- Michel de Certeau

 

R$ 220,00

Comprar

Você também pode adquirir os vídeos dessa coleção separadamente:

Carl G. Jung

Carl G. Jung é um dos mais importantes pensadores da história da Psicologia e faz parte do pequeno grupo daqueles que ajudaram o homem a transformar sua visão de mundo e sobre si mesmo.
Além de colaborar ativamente com a fundação da Psicologia, Jung estudou a antropologia, mitologia, história das religiões e alquimia e deixou contribuições para diversos campos do conhecimento, entre eles a educação.
Diversos conceitos desenvolvidos por Jung, tais como self, ego, persona, arquétipos, polaridade, ajudam o educador a ter uma visão ao mesmo tempo mais abrangente e profunda de seu papel no mundo, da instituição escolar e de seus alunos.
Um desses conceitos é o da individuação. Segundo Jung, individuação é o processo que o sujeito vive para se tornar o ser humano único que potencialmente cada um de nós é desde os primórdios, uma diferenciação em um mundo massificado. E nisso o educador tem um papel central.

Conteúdo:
- Biografia
- Energia Psíquica
- Símbolo
- Arquétipos
- Self e Ego
- Self, Ego e escola
- Psicoterapia e Educação
- Individuação
- Polaridades
- Educador
- Tipologia

EXTRAS:
“Tipologia” e “Cultura, civilização e individuação”

R$ 60,00

comprar

Jacques Lacan

Jacques Lacan nasceu em uma Paris everfescente. Aluno dos mais férteis, forma-se em Medicina. Funda a Sociedade Psicanalítica de Paris e a Escola Freudiana de Paris onde busca revigorar o pensamento freudiano. Mas Lacan foi muito além. Seu pensamento influenciou diversas outras áreas do conhecimento, entre elas a Educação. Lacan permite uma leitura particular sobre a educação: enfatiza o papel da linguagem no determinismo da conduta humana, papel que tinha ficado minorizado e subjugado a um biologismo. Com isso permite que a Educação seja retomada em sua força. Para Lacan, o espaço educativo é aquele em que ocorre a constituição do sujeito. Para entenderemos basta recuperar na língua o sentido corriqueiro da palavra educar como “criar”. Isso quer dizer que há no educar uma certa dimensão de invenção.
O educador tem um papel fundante na educação. Contraponto importante com a crença atual de que ele seria um mero intermediador. Cada vez mais se convida o educador a eclipsar-se por trás do aluno, com isso esquece-se o que Lacan vai chamar de “dom”.
Lacan vai criar as condições também para que se analise as várias propostas pedagógicas existentes, desde o ponto de vista do quanto elas permitem ou não que a educação ocorra. Trata-se da formulação de uma espécie de “universal” da educação: toda educação não importa que método siga deve necessariamente ter...

Conteúdo:
- Biografia
- A linguagem é equívoca
- As três profissões impossíveis
- O outro e a tradição
- A riqueza do mal-entendido
- Educar: condições de possibilidade
- A cientifização da Educação
- Aluno abstrato X aluno real
- A ciência exclui o sujeito
- Professor esvaziado
- Dom
- As três funções da Educação
- O educador e seu inconsciente

R$ 60,00

comprar

Michel de Certeau

Michel De Certeau foi jesuíta, historiador e professor universitário francês. Seus interesses e crises o levaram a trazer para o seu universo a psicanálise, a filosofia, a linguística, a antropologia, a história, a pedagogia e manifestações culturais diversas. Nascia daí um respeito e uma relação profunda pela marginalidade, pela multiplicidade e pela resistência estratégica.
Neste programa, Diana Vidal, conhecedora da obra do autor, expõe o pensamento e suas implicações na Educação de um dos maiores pensadores do século XX.

Conteúdo:
- Os primeiros anos e a formação jesuíta
- Surin e a descoberta da escuta
- A psicanálise e a escuta do outro
- Epistemologia da história
- Historiografia
- Práticas culturais
- Práticas ordinárias
- O sujeito insubmisso
- As viagens
- Formas de resistência / modelo polemológico
- Certeau e Paulo Freire
- O mestre da Escuta

R$ 60,00

comprar

Sigmund Freud

A obra de Sigmund Freud trouxe uma forma radicalmente nova de se entender a condição humana. O inconsciente pensado por Freud revela que o homem é uma espécie de estranho na sua própria morada. Onde havia a ideia de unidade da consciência, de que o homem exercia controle absoluto de sua vida psíquica, há, na verdade, divisão, uma luta constante entre as pulsões de vida e a pulsão de morte.
A invenção da psicanálise não cessa de produzir ainda hoje seus efeitos. O campo da educação foi objeto de certa esperança por parte do próprio Freud. Costumava dizer que há três profissões impossíveis: a psicanálise, a política e a educação.
Sendo profissões da palavra, as três estão tomadas pela impossibilidade de se controlar os efeitos da intervenção. Assim sendo, na educação, só o reconhecimento dessa impossibilidade por parte do adulto que endereça sua palavra a uma criança é capaz de resguardar a dignidade do ato educativo.
Para isso, o adulto deve acolher o desejo infantil que anima toda intervenção educativa, única forma de instalar a possibilidade que o desejo faça do pequeno ser no mundo uma criança que pleiteie ficar grande.

Conteúdo:
- Biografia
- Psicanálise e educação
- Clones
- Repetição sem exatidão
- Salve-se!
- O inconsciente
- A palavra
- A palavra ordena
- O desejo
- Freud e a pedagogia
- O conhecimento
- Embaraço
- Professores embaixadores
- A escola

R$ 60,00

comprar